VÍDEOS  
 

Esta seção possui em três arquivos:

This section has three archives
 

Clique no respectivo link abaixo para acessar o vídeo desejado.

Click on the respective link down toaccess the video you want

 


Vento da Primavera
spring wind


A Nadadora
The swimmer
   


Brasil
Brazil
 
Artistas brasileiros celebram encontro na capital londrina

Por Theo Ferreira

A arte brasileira contemporânea busca um lugar na agitada agenda cultural de Londres.

Nos dias 23, 24, 30 e 31 de outubro acontecerá em Londres a 1ª Mostra Multimídia de Arte Brasileira. Chamada de CU – Cosy Universe_2004, o evento tem curadoria do artista plástico brasileiro Giacomo Picca e consistirá de duas diferentes intervenções artísticas: um Workshop dado pelo curador e uma exibição com trabalhos dos artistas Fernanda Chieco, Flavia Fernandes, Gobira, Daniel Marques, Marssares, Eduardo Padilha, Tetine, Márcia Thompson, Beto Valente e Dado Amaral.

A Mostra acontecerá em Hackney (142 Lea Bridge Road, Hackney, London E5) no espaço de uma fábrica em desuso que esta sendo transformada em espaço multicultural.

No workshop, que acontecerá nos dias 23 e 24, Giacomo convidará os visitantes a encontrar novos usos para os materiais recicláveis encontrados no espaço da fábrica ou trazidos pelos participantes. O workshop culminará com uma instalação coletiva que recontextualizará estes materiais em relação à arquitetura do espaço. Todo o processo será documentado, catalogado e contará com link permanente no website www.giacomopicca.com

Encontros

Já a exibição, que acontecerá nos dias 30 e 31, reunirá artistas plásticos brasileiros cujos percursos cruzaram a jornada de Giacomo em Londres em algum momento de suas vivências. A exibição busca celebrar estas experiências que reflete um momento particular destes encontros.

A Mostra evita classificar o trabalho dos vários artistas em um único tema e por isso traz uma diversidade da produção destes, como as fotografias de Daniel Marques que se propõem a investigar a construção de narrativas em imagens ilustrando momentos de crises sócio-política; os trabalhos de Fernanda Chieco que exploram interação humana com novos equipamentos e instrumentos, cujo resultado e um estranho híbrido situando em algum lugar entre um livro de medicina e uma seleção de desenhos clássicos e um laboratório de física de um inventor lunático; as manipulações de sons característicos de um ambiente e posterior instalações dos mesmos em um diferente espaço por Marssares; a exploração de vídeos que recontam historias nas criações de Beto Valente e Dado Amaral ou a busca de um novo significado poético e plástico através das relações entre instalação artística e paisagem por Flavia Fernandes.

Você também terá a chance de apreciar nossa relação com a cultura pop, arte-performance, corpo político e chance, no vídeo de Tetine; a construção social da arte e suas hierarquias na visão de Gobira e a exploração de vínculos perdidos em materiais e a transposição destes para outros contextos nos desenhos de Eduardo Padilha.


Novos espaços, novas interpretações.

Todos estes trabalhos trazem um outro fio condutor: a inter-relação entre arte, arquitetura e espaço social. A mostra enfrenta o desafio de sair do lugar comum dedicado a arte_ a galeria, e instala-se num espaço arquitetônico em transformação, no ambiente de um outro evento. Para isto, lança mão de improvisos tornando a exibição mais suave e aberta buscando aproximar-se daqueles que muitas vezes se intimidam com a suntuosidade das galerias, oferecendo aos mesmos a oportunidade de experimentar novas visões e interpretações num espaço arquitetônico e contexto social mais informal .

A espontaneidade das ações de improvisação abrem espaços de referência a arte experimental brasileira dos anos 60 como é conhecido na Europa nos trabalhos de Hélio Oiticica e Ligia Clark e na atualidade nas criações dos artistas Ducha e Jarbas Lopes.

Ousaria dizer que tais critérios caracterizam “o modo Giacomo de fazer arte” cujas exibições e intervenções artísticas buscam sempre uma inter-relação social e nos leva a acreditar ou lembrar que existe um artista dentro de cada um de nós e que, apreciar arte está ao alcance de todos.

Aqueles cujos instintos artísticos já os levaram a se aventurar na realização de vídeos artísticos, mas que só tiveram a oportunidade de mostrar à família e amigos, não percam a oportunidade de explorar novas platéias: o evento terá uma sessão aberta para exibição de vídeos para outros artistas interessados. Para participar, entre em contato com o curador através do e-mail: giacomo_picca@onetel.net.uk. e envie seu trabalho.

Aos que acharam tudo “muito interessante” mas não se animaram a largar o conforto do sofá e cobertor neste inverno que parece ter se instalado definitivamente, anime-se! Lá você também poderá assistir aos shows de B Negão e os seletores de freqüência, Maracatu Estrela do Norte ou ouvir o som dos DJs do Sambatrália e Convidados.

Para saber mais visite os sites:

www.giacomopicca.com
www.brazilianartists.net

CU – Cosy Universe
23/24 e 30/31 de outubro de 2004
Project 142
142 Lea Bridge Road, Hackney, E6 London
Ônibus 38, N38, 42 e 55
Informacoes: 0207 2425140