RECORTES  ->  em Madeira / on wood  

em Pano / on cloth  |  em Madeira / on wood
 

Recortes em Madeira
on wood

 


195cm x 95cm


200cm x 120cm


195cm x 42cm
 
 


205cm x 68cm


180cm x 96cm


188cm x 180cm
 
 


225cm x 90cm


180cm x 146cm
 
 

As atuais pinturas-objetos de Flávia Fernandes tiveram seu ponto de partida na tessitura pictórica de suas telas que nos anos oitenta transitavam pelos caminhos da Nova -Figuração.

Por essa época seus temas constantes eram figuras ou objetos envoltos pela luminosidade e exuberância da Mata Atlântica, cujos remanescentes ainda são visíveis na Ilha de Santa Catarina, local que a artista escolheu para viver. Algumas formas gráficas que se recortavam contra o fundo de cor chapada já insinuavam com seus ecos Matisseanos os futuros recortes e o conseqüente abandono do formato tradicional do suporte retangular.

Operando por um processo de depurada seleção dos elementos plásticos essenciais, a artista foi aos poucos eliminando resquícios da representação figurativa limitadora de seus anseios de liberdade e espaço.

Estabelecendo dinâmicas relações espaciais, seus recortes operam diretamente sobre o espectador alterando o espaço ao seu redor propondo um universo de novas percepções.

Gravadora Flávia incorpora aos seus trabalhos a riqueza das texturas, traços e incisões, a esses elementos unem-se os contrastes de cores em múltiplas tonalidades, a diversidade dos materiais e os ritmos do design estrutural que define o formato dos recortes. Sem esconder o processo de construção da obra e da manipulação dos diferentes materiais a artista estrutura um universo plástico próprio através de sua intuição criadora, inteligência e sensibilidade. Esse universo de contemplação e de grande densidade poética abre ao espectador mais atento às possibilidades de seu imenso potencial de transformação.

 

João Otávio Neves Filho - Janga

Ilha de Santa Catarina – Outubro de 2002



 

The current painting-objects of Flávia Fernandes had had its starting point in the pictorial elaboration of its screens that in the Eighties transited for the ways of New - Figuration.

For this time its constant subjects were figures or objects involved for the luminosity and exuberânce of Atlantic Forest, whose remainders still are visible in the Island of Santa Catarina, place that the artist chose to live. Some graphical forms that if they cut against the deep one of flat color already insinuated with its Matisse’s echoes future clippings and the consequent abandonment of the traditional format of the rectangular support.

Operating for a process of purified election of essential the plastic elements, the artist was to the few eliminating rescues of the limiter figurative representation of its yearnings of freedom and space.

Establishing dynamic space relations, its clippings directly operate on the spectator modifying the space to its around considering a universe of new perceptions.

Flávia etcher incorporates its works the wealth of the textures, traces and incisions, to these elements joins the contrasts of colors in multiple tonalities, the diversity of the materials and the rhythms of design structural that she defines the format of clippings. Without hiding the process of construction of the workmanship and the manipulation of the different materials the artist structure a proper plastic universe through its creative intuition, intelligence and sensitivity. This universe of contemplation and great poetical density opens to the spectator most intent to the possibilities of its immense potential of transformation.

 

João Otávio Neves Filho- Janga.

Island of Santa Catarina - October of 2002